Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017 -
VITÓRIA NA JUSTIÇA

Metabase de Itabira ganha ação contra Investvale

03/10/2017 09h14
ACOM METABASE
O presidente do Metabase, Paulo Soares, e a advogada Rosilene Félix comemoraram o resultado da ação

A juíza Maria Cristina de Brito Lima, da 2ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, deu ganho de causa à ação movida pelo Sindicato Metabase de Itabira e Região contra o Clube de Investimentos da Vale (Investvale). A entidade aponta alterações fraudulentas no estatuto do Investvale e sonegação de informações aos cotistas em benefício próprio entre 2002 e 2003, que teriam enriquecido seus dirigentes e rendido prejuízos acima de R$ 40 milhões aos cotistas na época.  

A ação tem como intuito ressarcir os cotistas prejudicados. Segundo a denúncia, o esquema criado pelos próprios administradores do clube, condenados penalmente pelo prejuízo gerado, consistia em omitir informações aos associados, incentivar a venda das cotas em valores reduzidos, para lucrar com essas transações, já que eles possuíam informações privilegiadas de quando as ações poderiam ser vendidas a preços astronômicos.

A notícia agradou ao presidente do Sindicato Metabase de Itabira e Região, Paulo Soares de Souza. De acordo com ele, o empenho do setor jurídico da instituição fez toda a diferença e poderá surtir efeito, gerando o pagamento deste prejuízo aos itabiranos que foram prejudicados. “Estamos muito felizes com esta vitória, é um dever nosso compartilhar com as pessoas, com os nossos trabalhadores, aposentados e pensionistas. Não tenho dúvidas de que em breve teremos a garantia desta vitória”, comemorou o presidente do Metabase.

De acordo com a advogada e coordenadora do setor jurídico do Metabase, Rosilene Félix, ter a Fundação Vale do Rio Doce de Seguridade Social (Valia) no polo passivo da ação, também como ré, “é uma vantagem”.

“A Valia também foi condenada a ressarcir todos os cotistas o valor da diferença, entre o que foi pago e o que ela deixou de ganhar em razão do prejuízo sofrido pelas manobras que os dirigentes do Investvale fizeram na época.  Então, a certeza da liquidação que os sócios do sindicato vão receber o valor devido neste processo é a certeza de que a Valia também foi condenada e vai responder pelo que foi feito”, destacou a advogada.   

O processo é passível de recurso. DeFato Online procurou a Investvale para posicionamento e aguarda retorno. 

Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
04/10/2017 - 10h00
Pepe
Itabira
Isto é mais uma ilusão para os aposentados e pensionistas.Quando a justiça foi fazer a penhora dos bens dos diretores do investivale, só acharam uma brasilia velha em nome do Chico Póvoa.O senhor Otto Marques, pai do apresentador da Globo André Marques não encontraram nada.Pode isto Arnaldo.
6 0
03/10/2017 - 17h57
Celso José
Itabira
Duvido receber. Duvidoooo. Mas a sede do metabase tá toda linda e reformada com aço cromado. Mha casa caindo. Já tô velho mesmo. Pública aí defato. Estão do lado de quem? Valia, vale, investvale é tudo destruíram mha vida
5 0
03/10/2017 - 11h17
Marinalva dias
Itabira
Tomara que resolva a segunda 3 terceira instância rápido. Pois quem tem mais direitos a receber são os idosos, onde a maioria já até morreram. Boa sorte a todos.
10 0
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Gerais
Mais
Emprego