Segunda-feira, 26 de Junho de 2017 -
PRÁTICA IRREGULAR

Vereador denuncia venda ilegal do meio passe estudantil em Itabira

11/04/2017 19h04
WESLEY RODRIGUES/DEFATO
A denúncia foi apresentada na reunião ordinária da Câmara desta terça-feira

Quem estuda longe de casa em Itabira tem direito ao meio passe estudantil, um benefício financiado pela Secretaria Municipal de Educação equivalente a 50% do valor da tarifa do ônibus.

Segundo o vereador André Viana (PTN), presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, usuários do cartão magnético têm negociado ilegalmente o benefício na cidade.

A denúncia foi feita na tarde desta terça-feira, 11 de abril. O vereador disse que recebeu denúncias da fraude e venda do cartão em grupos e na Internet.

Viana expôs episódios da ação ilegal num grupo itabirano chamado “Bazar Confiável”, voltado à comercialização de itens diversos no Facebook.

Foto: Reprodução/Divulgação Ascom André Viana
 

O cartão do meio passe é pessoal e intransferível, isto é, deve ser usado exclusivamente pelo estudante beneficiado. A venda do benefício configura crime.

O vereador disse que repassou as denúncias à Secretaria de Educação, pedindo apuração e fiscalização do benefício do meio passe.

Em entrevista a DeFato no mês passado, o secretário de Educação, José Gonçalves Moreira, informou que pediu ao Executivo municipal que estude restrições ao benefício.

A ideia dele é estabelecer critérios de renda máxima, por exemplo, permitindo o acesso somente aos estudantes que não podem arcar com a despesa.

Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
16/04/2017 - 20h29
Tarcisio
Itabira
Parece que em vários bairros existem escolas do ensino fundamental ao médio. Parece-me também que o vale se destina ao aluno que reside há 2 KM de distancia da escola. Logo não vejo a razão de ceder os vales transporte. Receber o vale e vende-lo não me parece honesto.Sei também que há o direito de ir e vir e que os pais podem até escolher outra escola. Então: que arquem com a despesa do vale. Moro proximo ao Majoe Lage e sei que vizinhos meus não encontram vaga para seus meninos pois alunos que bairros distantes ocupam as vagas. È só passar no horario de aula e ver os veículos escolares chegarem com os felizardos! de bairros longe.Eles pagam o transporte e os vizinhos ficam sem a vaga. Não entendo este misterio!!!
2 0
20/04/2017 - 12h11
Issbella
Belo Horizonte
E os alunos da unifei? Cm ficam? N temos escolha. Meio passe n e direito exclusivo de estudante de Itabira. No brasil td tem!
0 0
13/04/2017 - 11h55
Marlene Oliveira
Itabira
Quando estudava não existia nada disso ia pra escola a pé mesmo..NO sol ou na chuva..hoje tem tudo e muitos nao querem saber de nada..livros ,merenda..Tem que dar pra quem precisa e olhar até o rendimento escolar,salvo alguns allunos com necessidades,,
6 0
11/04/2017 - 20h33
FFM itabira
Itabira
Esse André Viana tá querendo aparecer demais. Vc só ver ele querendo abdicar de situações meio que adversas a suas atribuições. Fala sobre que o prefeito ta tirando corpo e colocando culpa em divídas do ex governo,isso ele não fala. Dos apadrinhamentos e monte de cargos. Coloca na mídia sua opinião sobre esse assunto.
6 1
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Cidade
Mais
Emprego