Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017 -
MEMORÁVEL

Zambianchi agradece público e elogia Concha Acústica: "Dá vontade de continuar ali tocando"

31/07/2017 09h08
Wesley Rodrigues
WESLEY RODRIGUES/DEFATO
Zambianchi fez um show repleto de sucessos que refletem suas três décadas de estrada
Galeria de fotos
Wesley Rodrigues/DeFato
Wesley Rodrigues/DeFato
Wesley Rodrigues/DeFato
Wesley Rodrigues/DeFato
Wesley Rodrigues/DeFato
Wesley Rodrigues/DeFato

No palco da Concha Acústica, Kiko Zambianchi atraiu gente de toda idade. Com protagonismo da guitarra, o músico trouxe de volta à cidade toda uma energia rock'n'roll de três décadas de carreira. Zambianchi fechou, de forma singular, o 43º Festival de Inverno de Itabira, na noite desse domingo.

O repertório do show mesclou canções atemporais, como a clássica “Primeiros Erros”, tocada por duas vezes na apresentação, o que arrebatou o público, e hits de álbuns mais recentes. Muito à vontade, a banda de Zambianchi conduziu o show até por volta de 23h.

Já no camarim, o artista fez elogios vários à Concha Acústica e disse que subir ao palco do espaço cultural foi uma experiência “incrível”. “O espaço é maravilhoso. Dá vontade de continuar ali tocando. É bonito, aconchegante”.  

No desafio de fazer rock atualmente, Kiko diz que compõe sem pretensões de emplacar sucessos, de ser “o cara do momento”.

“Quando você faz uma música sem pretensão de ser o cara da moda, da atualidade, você acaba fazendo músicas melhores, que duram mais. E aí o cara não vai gostar da música só porque está fazendo sucesso naquele momento, ele gosta da música em si. A música continua e isso que é legal. ‘Primeiros Erros’ é assim. Eu compus em 1985 e ela está rolando até hoje”, comenta.

Sem pressa ou qualquer pressão, e pensando na qualidade das canções, o músico de 56 anos afirma que fará música enquanto puder. “É o que sei fazer, e o que gosto de fazer”. 

Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
Você pode ser o primeiro a comentar.
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Cultura
Mais
Emprego